Notícias

Sistema Elite, do Rio de Janeiro, garante o ouro no torneio masculino de vôlei

Colégio Rosi Galvão (PR) e Colégio Leonardo da Vinci (SP) completam o pódio da Primeira Divisão

Atribua uma nota:

Na final do vôlei masculino da Primeira Divisão dos Jogos Escolares da Juventude 2014, etapa de 12 a 14 anos, a equipe do Sistema Elite de Ensino (RJ) levou a melhor sobre os paranaenses do Colégio Rosi Galvão, com o ouro garantido no placar de 3 sets a 0 (25/20; 25/13; 25/17). Na disputa do bronze, paulistas do Colégio Leonardo da Vinci comemoraram a vitória sobre os catarinenses da Escola Erwin Prade como se tivessem ganhado a medalha dourada. No feminino, Escola Sara Castelhano (SC) ficou com o ouro, seguida de Colégio Impacto (PA), com a prata, e Sistema Elite de Ensino (RJ), com o bronze.

A final masculina começou com vantagem para a equipe do Rio de Janeiro. Com o placar sempre à frente, os cariocas do Sistema Elite de Ensino não tiveram dificuldade para garantir o lugar mais alto do pódio. Para a técnica Ana Luiza Krau, os meninos não tinham noção da grandiosidade dos Jogos e ficaram deslumbrados nos primeiros dias. “Eu vim com um grupo novo, que leva uma bagagem muito grande. Eles valorizaram a competição e se encantaram com a dimensão do evento”, afirma.

De acordo com a professora, os atletas saíram do Rio de Janeiro com a determinação de vencer a competição nacional. Um conjunto de fatores fez a equipe alcançar o objetivo. “A disciplina, o foco e a vontade de vencer fez do time campeão. Eles estudaram os times, assistiram aos jogos e eu fazia as minhas anotações para discutir com eles. Foi uma troca de informações. Estamos muito felizes com essa vitória”, completa.

O levantador campeão, Luan Wagner, de 14 anos, é calouro em competições nacionais. Emocionado com a primeira medalha de ouro, ele reconhece a importância da competição para a categoria. “Eu nunca tinha jogado em uma competição dessa. Essa experiência eu vou levar para a vida toda. Acho muito importante esse tipo de campeonato para as categorias de base, porque desenvolve os atletas desde muito cedo”, afirma o atleta que pretende graduar-se em Educação Física.

Na disputa do terceiro lugar masculino, os atletas do Colégio Leonardo da Vinci (SP) tiveram dificuldade contra os catarinenses da Escola Erwin Prade. A partida foi para o tie-break, e os paulistas não deram chance, fechando o jogo com 3 sets a 2 (12/25; 25/13; 19/25; 25/15; 15/06). Emocionados com a vitória, os atletas de São Paulo comemoram o bronze. “Na final, quem fica em segundo lugar fica com o gosto da derrota. O terceiro lugar dá a sensação de uma vitória maior. Vou levar essa competição para sempre na minha memória”, assegura Pedro Almeida Neto.

Feminino - Na final feminina, as catarinenses da Escola Sara Castelhano não deram chance para as atletas do Pará, do Colégio Impacto, e asseguraram o ouro com placar de 3 sets a 0 (25/15; 25/14; 25/16). Na disputa do terceiro lugar, as meninas da Escola Santa Terezinha do Menino Jesus não conseguiram vencer as cariocas, do Sistema Elite de Ensino, que ficaram com o bronze, no placar de 3 sets a 1 (25/16; 25/10; 19/25; 25/21).

Os Jogos Escolares da Juventude são organizados e realizados pelo Comitê Olímpico do Brasil, correalizados pelo Ministério do Esporte e Organizações Globo, com apoio da Prefeitura de Londrina e patrocínio máster da Coca-Cola.

Galeria
Crédito: 1 de

Atribua uma nota:

Aguarde...