Notícias

Paulistas alcançam segunda vitória no torneio feminino de basquete

Atletas do Colégio Amorim (SP) venceram as paraenses do Colégio Santa Catarina de Sena por 72 a 19

Atribua uma nota:

A equipe paulista feminina de basquete conquistou na manhã desta quarta-feira, dia 10, a segunda vitória nos Jogos Escolares da Juventude 2014, etapa de 12 a 14 anos. Em partida válida pela Primeira Divisão, o time do Colégio Amorim, de São Paulo, da cestinha Layla David Santos, encerrou o jogo com placar folgado de 72 a 19, contra as paraenses.

Logo no primeiro período, as atletas de São Paulo mostraram que o jogo não seria fácil para as paraenses. Ao final dos oito primeiros minutos, paulistas lideravam com folga de 19 a 3. O ritmo de jogo manteve-se e na metade da partida o placar mostrava 41 a 6. Na segunda metade do confronto, as paraenses aumentaram o volume de jogo e conseguiram chegar aos 19 pontos, ante os 72 das paulistas.

Para a cestinha Layla Couto, que marcou 23 pontos para o Colégio Amorim, o time está determinado a brigar pelo título. A equipe vem de uma vitória, na estreia, sobre as gaúchas do Colégio Americano de 61 a 25. Moradora de Cidade Tiradentes, bairro da periferia de São Paulo, Layla destaca que a altura de 1,63m não é um impedimento para o basquete. “Por ser baixa, preciso pular bastante para conseguir jogar com as meninas mais altas. Meu ponto forte é a minha garra. Sou muito brava para marcar e atacar”, revela a fã de Michael Jordan.

A jovem atleta começou na modalidade aos 10 anos, treinando no Clube Atlético Juventus, na capital paulista. De segunda a sexta-feira, ela se divide entre aulas e treinos no Amorim e treinos no clube. Apesar de chegar em casa esgotada, ela ainda ajuda a mãe nos afazeres domésticos. “Moro com a minha mãe e com meus cinco irmãos. Ajudo a minha mãe lavando roupa, lavando louça e cuidando da minha irmã mais nova, que tem oito meses. Apesar de chegar cansada dos treinos, consigo me dedicar à família”, afirma.

O técnico paraense, Marcelo Pinheiro de Aragão, reconheceu a superioridade das paulistas, mas disse que o fato de participar da maior competição esportiva estudantil da América Latina já as deixa felizes. “Estamos jogando com a nata do basquete nacional. As meninas vêm pra cá felizes da vida. A grandiosidade do evento motiva a equipe todos os anos”, diz o professor do Colégio Santa Catarina de Sena, que está pela sexta vez consecutiva representando o estado no torneio.

Mais cedo, também no ginásio de esportes do Londrina Country Club, Mato Grosso do Sul e Espírito Santo se enfrentaram pela Segunda Divisão. As atletas da Escola Fátima Gaiotto Sampaio (MS) levou a melhor sobre as alunas do Colégio Marista (ES) com placar de 44 a 29.

Os Jogos Escolares da Juventude são organizados e realizados pelo Comitê Olímpico do Brasil, correalizados pelo Ministério do Esporte e Organizações Globo, com apoio da Prefeitura de Londrina e patrocínio máster da Coca-Cola.

Galeria
Crédito: 1 de

Atribua uma nota:

Aguarde...